sábado, 16 de agosto de 2008

Curiosidades

A Pintura
Haiti pode ser uma grande descoberta para o amante da pintura. Os seus folhetos turísticos afirmam que muitas vocações de colecionadores de arte começaram neste país. Certamente, a pintura no Haiti converte-se quase em uma arte de viver, invadindo calçadas, paredes e casas. Por todas partes oferecer-lhe-ão pinturas. Serão mais ou menos boas, mas se souber escolher, (há grande variedade de preços), pode descobrir verdadeiros tesouros.

Música
Além da pintura, a música é a segunda manifestação cultural da ilha (como na República Dominicana), e também a que maior influência tem tido fora de suas fronteiras.
Existem várias teorias sobre a origem do merengue. Supõe-se ser um um rítmo mestiço, tendo a sua origem na fusão das músicas africanas e o pasodoble espanhol. Nasceu entre 1844 e 1850, e os seus começos foram difíceis, pois considerava-se um rítmo vulgar com letras pouco musicais. O merengue é um rítmo vibrante e rápido que faz dançar de forma livre e ao qual é quase impossível não render-se.

Gastronomia
É certamente paradoxal falar de gastronomía num dos países mais pobres do mundo. A pesar de todo, como consequência da rica mistura de culturas taína, europeia e africana, Haiti possui uma rica gastronomía cujos ingredientes principais são a carne de porco, o arroz, os peixes e o marisco. Entre os pratos mais típicos encontram-se o chamado griot, preparado com carne de porco; o e labí, feito com lagosta, arroz e yon yon; acras, uma raíz (malanga) frita e temperada com muitas espeçarias; o griot, carne de porco; e o tassot, sendo este perú, vitela ou bode preparados com um marinado picante.


----------------------------------------------------------------------------------
"O carácter dos haitianos é amável e aprazível, um pouco fatalista e indiferente às vezes, o que pode ser causa e efeito ao mesmo tempo da sua história de dominações (Espanha, França, as ditaduras dos Duvalier) e a mistura de catolicismo e budismo.
A miséria corrói o Haiti de ponta a ponta. Os dois milhões de habitantes de Porto Príncipe vivem cercados por lixo. Se essa é uma cena comum na cidade que, teoricamente, deveria ser o centro financeiro do país, como é a situação nas outras localidades mais distantes? Os dois milhões de habitantes de Porto Príncipe vivem cercados por lixo. O órgão que deveria removê-lo, faliu faz tempo. Água potável é artigo de luxo por ali. Quem não pode pagar para têla, lava a comida, o corpo, a roupa... no esgoto que corre a céu aberto. E os especialistas da política internacional observam que a situação deve piorar muito mais por lá. E pensar que tudo poderia ser diferente...
"
----------------------------------------------------------------------------------

Festividades
As festas oficiais de Haiti são: 1 de janeiro Dia da Independência, 2 de janeiro Dia dos Pais da Patria, 1 de maio Dia do Trabalho e a Agricultura, 18 de maio Dia da Bandeira e a Universidade, 17 de outubro Aniversário da morte de Dessalines, 18 de novembro Aniversario da Batalha de Vertieres e 5 de dezembro Dia do Descobrimento.

Locais Turistícos
Para descobrir Haiti temos dividido o país em quatro zonas. Começaremos o nosso percurso por Porto Príncipe, a capital, para depois continuar para Jacmel. Daqui viajaremos a Cabo Haitiano e terminaremos com um belo percurso pelas Praias do Haiti. Em cada zona assinalamos os principais hotéis e lugares onde ficar. No fim descrevemos algumas das Excursões mais interessantes que pode-se fazer no país.


Flora e Fauna
A natureza de Haiti é rica e variada, com predomínio de regiões úmidas e pouco elevadas nas quais cresce a floresta tropical, rica em madeiras valiosas como o ébano ou a caoba. O território haitiano possui mais de 4.000 espécies de plantas, das quais o 36% são endêmicas (nativas). Estas apresentam uma grande semelhança com as plantas do resto do continente, pois são originárias das eras geológicas, quando a ilha estava ligada à massa continental. Das espécies endêmicas salientam as orquídeas, supondo 67 gêneros e mais de 300 variedades classificadas, como por exemplo a Oncidium hanekeníi (tem forma de uma pequeníssima "cacata"), a Polyradicion lindenii (com forma de rãzinha), a Oncidium variegatum (com forma de anjo) ou a Leochilus laniatus (parece com uma freira).
São espécies originárias a palma real, o guayacán, a chirimoia, a mandioca, o maní, o tabaco, o milho, a batata, a goiaba, entre outras espécies. Plantas como o cacao, o abacate, os cítricos, o café, a cana de açúcar ou as bananas foram introduzidas pelos indígenas nas suas migrações, assim como pelos espanhóis durante os tempos da colonização.
Da fauna haitiana deve-se salientar ser tipicamente antilhana, quer dizer com um grande número de espécies inferiores, muitas aves e poucos mamíferos. Dentre as espécies nativas de maior interesse, salientam as iguanas da rocha, o cocodilo americano e a jutía dos gêneros Solenodon e Plagidontia.
Na ornitofauna podemos achar o zumbador, o guaraguao, o flautero, o barrancolí e a cigua palmera.
Dos poucos mamíferos presentes na ilha salientam os manaties e as baleias corcundas.
Os manaties são mamíferos aquáticos que habitam manglares, estuarios, desembocaduras de rios e lagoas a beira mar. As baleias corcundas emigram todos os anos desde as regiões árticas para reproduzirem-se. Estima-se que 85% das mais de 6.000 baleias corcundas da metade norte do Atlântico visitam estas águas. A melhor temporada para observá-las decorre entre novembro e abril. Graças às baleias procurarem águas pouco fundas perto das ilhas pode-se contemplá-las de perto.


Outros Aspectos:
--> Nome oficial: Republica do Haiti
--> Organização do Estado: República Presidencial
--> Capital: Porto Príncipe
--> Localização: Leste da América Central
--> Principais Cidades do Haiti: Carrefour, Delmas, Cap Haïtien
--> Nacionalidade: Haitiana

Nenhum comentário: